5 dicas para manter os brinquedos das crianças organizados

05 agosto 2019

Quarto de criança bagunçado precisando de uma organização

Quem tem filhos pequenos em casa sabe que há dias em que todos os cômodos parecem um campo minado, com brinquedos espalhados pelo chão, móveis e todos os cantos possíveis aos quais as crianças tenham acesso. Muitas vezes bate o desespero nos pais que chegam até a cogitar jogar tudo fora, só para não precisar lidar com o trabalho da organização.

Um ponto importante é saber que, se trabalhada todos os dias com os filhos, a rotina da arrumação acaba se tornando um hábito no futuro próximo, e, aos poucos, eles vão aprendendo que brincar e guardar tudo direitinho depois, para facilitar o dia seguinte, é vantagem para todo mundo.

Veja a seguir cinco dicas que vão ajudar pais e mães e ensinar meninos e meninas a cuidar de seus pertences e ainda colaborar para o bem-estar da família como um todo.

1- Categorias

Organizar os brinquedos antes de começar a arrumá-los é fundamental para não ter trabalho dobrado, guardando o que não vai mais ser usado.

Selecione-os de acordo com quatro categorias diferentes: na primeira, os brinquedos com os quais as crianças ainda brincam, e que estão em boas condições; na segunda, brinquedos que já não despertam tanto o interesse dos pequenos, mas que a família tem vontade de guardar, seja para as próximas gerações, seja como lembrança; na terceira, brinquedos com os quais não se vai mais brincar, nem que se deseje guardar; e, por fim, na quarta, brinquedos quebrados ou faltando peças.

Aqueles que se encaixam nas categorias três e quatro podem ser doados e, se não estiverem em condições de aproveitamento, jogados fora.

2- Escolha um lugar

Mesmo apartamentos pequenos têm condições de comportar os brinquedos de uma família com filhos. Para que isso seja possível, selecione um local da casa que será o “depósito” das coisas das crianças, seja no quarto deles ou em uma área comum, como a sala ou varanda.

Nele, serão organizadas as caixas, estantes, prateleiras e outros dispositivos que facilitem o acesso dos pequenos aos brinquedos e, ao mesmo tempo, permitam que tudo seja guardado sem bagunça no final do dia. 

3- Caixas, caixas e mais caixas

As lojas de construção e de utilidades domésticas estão repletas de soluções para quem busca organizar a casa. E, quando o assunto é arrumar as coisas das crianças, as melhores opções são as caixas, especialmente as de plástico transparente, que permitem que tanto os pais quanto os filhos visualizem o que tem lá dentro.

Uma boa dica é também colocar etiquetas na tampa de cada uma – “Carrinhos”, “Peças de Montar”, “Bonecos” etc - para não só ajudar de maneira prática o dia a dia, mas também para dar uma forcinha aos pequenos em fase de alfabetização.

4- Organize também a brincadeira

A gente sabe que, na hora da empolgação, acaba ficando difícil de conter a criançada, que quer se divertir com tudo ao mesmo tempo e agora. Mas é importante que os pais ensinem aos filhos que, para manter uma rotina bacana para a família toda dentro de casa, a ideia de brincar com um brinquedo – ou uma categoria – por vez ajuda especialmente no “depois”, quando chega o momento de guardar tudo.

Se feito de maneira constante, isso se tornará um hábito, e as chances de a criança crescer organizada aumentam.

5- Um entra, um sai

Não só pela questão da organização, mas também para estimular a generosidade e o desapego nos pequenos, experimente impor a regra de que, para que um brinquedo novo entre em casa, um antigo deve sair, sendo doado a alguma outra criança.

Explique que se trata de aprender a ser solidário, a saber não acumular e, sobretudo, ajudar na arrumação da casa da família como um todo.

Gostou das informações deste artigo sobre aplicativos organização? Então, aproveite eassine a nossa Newsletter para ficar por dentro de conteúdos exclusivos.

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório