7 Dicas para ter animais de estimação em apartamento

10 dezembro 2020

2 comentários
Pets dentro do apartamento

Todo mundo sabe como é bom ter um bichinho dentro de casa! Não por acaso, já existem, até mesmo, pesquisas que apontam que conviver com um animal de estimação pode ser algo eficaz no tratamento para problemas psicológicos, como a depressão.

No entanto, se você mora em um apartamento compacto, é importante saber os cuidados que são necessários para conseguir criar esses animais de estimação com o máximo de conforto e bom aproveitamento dos espaços.

Foi pensando nisso que criamos esta lista com 7 dicas para ajudar você a lidar com seu cão ou gato — ou, até mesmo, os dois — com facilidade dentro do apê, proporcionando ao pet tudo o que ele precisa. Para conhecê-las, continue a leitura!

1. Coloque tela nas janelas 

Apesar de já serem domesticados há mais de dez mil anos, os gatos continuam guardando a herança genética de caçadores dos seus antepassados. Independentemente de eles estarem no chão ou no trigésimo andar, se eles ouvirem algum barulho ou verem algum movimento estranho, tentarão pular para cima daquilo. 

Por isso, há a necessidade de instalar telas em todas as janelas do apartamento. Vale lembrar de que, apesar de menos ousados na hora de escalar as estruturas, os cachorrinhos, principalmente, os filhotes, também precisam de tela de proteção. 

Quem vive em apartamento com varanda, por exemplo, tem que tomar o dobro de cuidado com a janela aberta, para que eles não se arrisquem a saltar ao pegar bolinhas, e a tela do tamanho adequado faz toda diferença. 

2. Corte as unhas dos gatinhos regularmente 

Quem é apaixonado por gatos sabe que é preciso ter alguns cuidados especiais para deixá-los tranquilos dentro do apartamento. O principal motivo está na forma como o bichinho usa as garras, quando estão afiadas, para se defender e escalar. Ou seja, em um andar alto, ele pode acabar sofrendo um acidente ou indo parar na casa do vizinho. 

Além disso, as unhas grandes também danificam as almofadas e cortinas. Uma dica valiosa para que o gatinho fique bastante amistoso dentro do apartamento é adotar uma companhia para ele. Felinos que vivem ao lado de outros felinos tendem a ser mais domesticáveis e se adaptam a todo tipo de ambiente. 

3. Passei diariamente 

Os donos de cachorrinho conhecem a rotina de levá-los para passear. Porém, quando se vive em um apartamento compacto, essa necessidade se potencializa, e os passeios precisam ser diários e, até mesmo, em mais de um horário. Duas saídas são o ideal para que o pet não fique estressado, com duração de, no mínimo, meia hora. 

Caso no prédio tenha uma área em que outros cãezinhos se divertem, é bem bacana sincronizar esses horários para que seu bichinho tenha companhia nos momentos de diversão. Afinal de contas, os cães têm o hábito de viver em grupo e desejam ficar perto dos donos e de outros animais de estimação o máximo de tempo possível. 

4. Arrume um lugar para ele dormir 

Ainda que o cãozinho goste de interagir, é muito importante que você organize um cantinho exclusivo para que ele possa dormir com tranquilidade. Dessa forma, ele ganha uma ideia de que aquele é o espaço dele — já que o resto da casa precisa dividir com o dono —, e o hábito ainda evita que ele possa transmitir algum tipo de doença para você. 

É interessante, também, delimitar o espaço dos animais de estimação, que pode ser na lavanderia, por exemplo, desde que não faça muito frio. A ideia, aqui, é deixá-los aconchegados para que seja possível repor as energias. Os potes de água e de alimentação também devem ficar sempre no mesmo lugar, como forma de tornar tudo mais organizado. 

5. Fique de olho no regulamento do condomínio 

A maioria dos condomínios possui regras específicas em relação aos animais de estimação. Por esse motivo, torna-se indispensável informar-se com bastante atenção antes de realizar o sonho de comprar a casa própria, para saber como será a rotina com seu bichinho. 

Alguns lugares delimitam o horário ou as áreas em que é possível circular com os animais. Dessa maneira, tire todas as suas dúvidas antes de tomar uma decisão para não correr o risco de tirar a liberdade do bichinho ou descumprir regras diante dos novos vizinhos. 

Vale lembrar de que proibir a criação de pets em apartamento é contra a lei, de acordo com o Código Civil. 

6. Tenha cuidado com a sujeira

Não tem jeito, os pets acabam fazendo sujeira. Em um apartamento compacto, essa questão pode potencializar-se quando os espaços não estão devidamente organizados. Para isso, seja cachorro ou gato, o jeito é limpar sempre os potes de ração e manter uma rotina que evita o acúmulo de pelos pela casa. 

Quando esse tipo de higienização não é feita com regularidade, o cheiro característico de cachorro, por exemplo, pode ficar no apartamento e acabar incomodando os moradores. Lembre-se, também, de abrir as janelas todos os dias, deixar a luz natural entrar e manter os ambientes bem arejados. 

7. Adestre os cães 

Adestrar seu bichinho de estimação é um investimento e tanto. Além de torná-los mais dóceis e carinhosos, ainda ajuda a manter o apartamento organizado na medida certa. Outro ponto está em evitar que o pet faça as necessidades fora do local indicado ou fique muito ansioso por estar em um ambiente fechado. 

Um cão adestrado também não passeia puxando o dono pela coleira, o que permite que ele aproveite muito mais os momentos de lazer nas áreas comuns do condomínio. Sem citar que animais filhotes tendem a atacar, pois consideram tudo perigoso. 

Ao contar com a ajuda de um curso de adestramento, o pet se torna mais confiante, já que aprende a lidar com a ansiedade, o medo, a desorganização e, até mesmo, o excesso de euforia. Assim, ele também se sente mais confortável em relação aos espaços do apartamento e a sua função como mascote da família. 

Como você pôde perceber, não existem muitos segredos para conseguir cuidar de animais de estimação em apartamento. No entanto, é sempre bom relembrar que boa parte dessas dicas envolve tempo e dedicação — então, se você não tiver nenhum dos dois, é melhor pensar em criar outras coisas que deem um pouco menos de trabalho, como plantas! 

Gostou das informações do artigo? Então curta nossa página no Facebook e fique por dentro de outras novidades exclusivas.

Comentários

Paula
Paula disse: 05 junho 2020
Olá boa tarde Eu estou querendo me mudar para o meu apartamento que comprei de vcs, mas tenho uma cadelinha, da raça roteamento. Ela mais dócil que um pinche. Não late Queria saber se posso levá-la? Desde já agradeço
MRV
MRV disse: 08 junho 2020
Olá Paula, tudo bem?

Você pode entrar em contato com nossa central de Relacionamento com o Cliente através dos canais: página MRV Responde em nossa Plataforma Meu MRV ou pelo WhatsApp e tirar todas as suas dúvidas. Aguardamos seu contato!

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório