Aprenda como trocar um chuveiro segundo estes 10 passos | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

Aprenda como trocar um chuveiro segundo estes 10 passos

21 agosto 2019

Aprenda a trocar um chuveiro de maneira fácil e segura em casa

Quando o chuveiro queima, ninguém merece tomar banho de água gelada, não acha? Por isso é tão importante saber como trocar um chuveiro. Vale destacar que não é preciso gastar dinheiro com os profissionais da área nessa situação: você mesmo pode solucionar o problema.

Não pense que trocar o chuveiro seja uma tarefa muito trabalhosa. Conhecendo o passo a passo do processo, você economiza com mão de obra e pode realizar a troca no momento que desejar.

Mas é fundamental ficar atento, já que a tarefa exige alguns cuidados para não correr o risco de levar choques elétricos. Dependendo da intensidade, eles podem ocasionar grandes problemas, mas o resultado de um reparo realizado de maneira errada pode ser muito maior.

Continue a leitura e aprenda como trocar um chuveiro seguindo 10 passos!

1. Confira o modelo a ser trocado

A primeira coisa a se fazer é ter certeza sobre a voltagem de sua casa. Em seguida, escolha o modelo de chuveiro que mais se adapta à dimensão de seu box e às suas necessidades. O momento do banho é um dos mais agradáveis do dia e merece cuidados especiais.

Sendo assim, não leve em consideração apenas o preço dos chuveiros, mas sim a vazão de água, a qualidade do material, a pressão e o consumo de energia. Muitas vezes, vale a pena investir um pouquinho a mais para ter um bom conforto no banho.

É importante destacar que há muitos modelos disponíveis no mercado, como a gás, elétrico e com energia solar. Basta escolher o que você acha melhor para sua casa e seguir os passos de como trocar um chuveiro.

2. Desligue o quadro de energia

Ao comprar o chuveiro novo, é fundamental retirar o antigo. Desse modo, antes de qualquer movimento, desligue a energia elétrica e alterne o disjuntor do banheiro. Em instalações mais modernas, é possível achar uma pequena tomada ao lado do chuveiro. Nessa situação, é ela que precisa ser desligada, pois há risco de choques se existir energia passando pelos fios enquanto a troca do aparelho é realizada.

3.Feche o registro

Além de desligar a corrente elétrica, é primordial fechar o registro de água do banheiro. Se esse cuidado não for tomado, assim que o equipamento antigo for desinstalado, vai jorrar água em cima de você. Ficar molhado no momento de aprender como trocar o chuveiro não é legal, concorda?

Nunca é recomendado manusear qualquer componente da rede elétrica com o corpo molhado, já que a água funciona como um bom condutor. Dessa forma, sempre use tênis ou sandália de borracha, já que o material funciona como um excelente isolante, evitando que a energia passe pelo seu corpo.

Além disso, nunca utilize instrumentos com cabo desencapado. O revestimento de borracha serve justamente para que não aconteçam descargas elétricas.

4. Separe os materiais necessários

Com a finalidade de prevenir adversidades no momento da troca do chuveiro, é preciso que você separe todo o material a ser utilizado. Essa ação evita o desespero no momento da tarefa e tudo fica mais prático.

São necessários poucos materiais para realizar essa troca, como chave de fenda, fita isolante e fita veda-rosca. Assim sendo, deixe já os materiais separados para realizar um trabalho eficiente.

5. Remova o chuveiro antigo

Para remover o chuveiro antigo, é necessário retirar todas as fitas isolantes do aparelho. Depois, com a chave de fenda, remova as ligações elétricas dos cabos e fios. São três fios: dois para a rede elétrica e um fio terra que apresenta a cor verde obrigatoriamente.

Depois disso, desrosqueie o chuveiro que queimou da parede com delicadeza, usando as duas mãos, para evitar que o cano se quebre ou o equipamento caia no chão.

6. Vede o cano

Nesse momento, é preciso utilizar a fita veda-rosca para isolar o cano que sai da parede. Por segurança, passe oito voltas da fita no sentido horário. Essa estratégia é necessária para que não ocorram vazamentos e a nova instalação não fique prejudicada.

7. Instale o novo chuveiro

Com a chave de fenda, parafuse os novos fios no conector e confira se todos estão bem inseridos. Caso contrário, o fio vai esquentar com a resistência, derreter e desligar o disjuntor.

Ou seja: você pode tomar banho e a energia de toda a casa cairá de repente. Por isso, é preciso ficar atento aos métodos que está adotando durante a troca, para que não ocorram falhas e a utilização do aparelho não seja afetada posteriormente.

8. Passe a fita isolante

É necessário vedar todas as conexões com fita isolante. Isso evitará possíveis contratempos no momento de fazer a instalação do novo aparelho e a troca conseguirá alcançar seu objetivo.

9. Instale a mangueirinha

O último procedimento realizado durante a instalação do chuveiro é a mangueirinha, que precisará ser colocada no local de acordo com o manual de instrução da marca do chuveiro. Desse modo, não se esqueça de ler as instruções do aparelho comprado, visto que isso vai ajudar durante a troca e evitar que você realize algo errado com o equipamento.

10. Certifique-se de que está tudo certo

Vale lembrar que, antes de ligar a chave geral, deve-se abrir o registro e deixar a água correr por alguns instantes. Esse método reduz a chance de queimar a nova resistência e aumenta a probabilidade de encontrar possíveis vazamentos por conta da má vedação. Se tudo estiver correndo bem, desligue o aparelho e religue a chave da energia elétrica.

Portanto, agora que você já sabe como trocar um chuveiro, não há razão para ficar com receio do seu aparelho parar de funcionar no inverno. Sendo assim, essas dicas podem ajudar durante a tarefa, mas preste atenção nos processos e siga-os da maneira correta, para que não ocorra nenhum problema com você e a rede elétrica da sua residência.

Se estiver com medo ou grandes dificuldades, chame um especialista e peça orientações para conseguir realizar a troca nas próximas vezes.

Gostou do nosso post? Então, veja também quais são os cuidados na escolha da descarga que garantem menos desperdício de água!

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório