Como comprar um apartamento sem se endividar

03 junho 2022

4 comentários
Casal com as chaves do novo apartamento nas mãos

Ao pensar em como comprar um apartamento, muitas pessoas enxergam no financiamento a única forma de viabilizar seus sonhos.

Mas, por ser um compromisso de longo prazo, a decisão de financiar um imóvel deve ser feita com muita atenção. Você sabe como comprar um apartamento sem se endividar? Conhece todos os cuidados?

Se você não sabe como se planejar para essa compra, não se preocupe! Neste texto, apresentaremos 9 itens que vão contribuir com o seu planejamento. Aproveite a leitura!

1. Organize sua vida financeira

O primeiro item não poderia deixar de ser esse: organização financeira. É muito importante controlar gastos e entender suas necessidades.

Mas, além de controlar os gastos, é imprescindível que você quite as dívidas ativas, antes de investir em um apartamento.

Esse passo é fundamental, pois quem pretende fazer um financiamento imobiliário para a compra desse bem, por exemplo, terá que estar com o nome limpo. Dica essencial: para resolver restrições com seu CPF, contate a empresa na qual a dívida está ativa ou então busque negociações no portal do Serasa.

2. Pesquise e compare taxas

Por mais que você esteja ansioso em concretizar o negócio, acredite: vale a pena dedicar um tempo a mais para garimpar fundo em busca das melhores taxas, comparando as ofertas dos diversos bancos.

Então, drible a ansiedade e dedique um tempo a mais para essa pesquisa. Considere, também, o programa habitacional Casa Verde e Amarela, que é um subsídio oferecido pelo Governo Federal para ajudar famílias de baixa renda a terem acesso ao financiamento da casa própria. Esse valor varia de acordo com a região, Estado e cidade, e a a renda mensal.

Em um financiamento de longo prazo, como é o caso do imobiliário, cada ponto percentual faz uma diferença enorme no valor total a ser financiado. Por isso, não deixe de olhar com carinho as vantagens de programas habitacionais como o Casa Verde e Amarela e o Financiamento SBPE.

3. Teste suas possibilidades de pagamento

Antes de assumir um financiamento, é importante que você tenha certeza de suas possibilidades de pagamento. Para tanto, uma boa estratégia é poupar, por alguns meses, o valor equivalente ao que é estimado para as futuras prestações.

Nessa projeção, não se esqueça de calcular a diferença de quanto você paga atualmente de aluguel e quanto passaria a pagar no financiamento.

Conforme o nível de dificuldade em guardar o planejado, você saberá se é necessário diminuir o valor das prestações, o que pode ser feito prolongando o número de parcelas ou reduzindo o valor do financiamento.

Ao avaliar suas possibilidades de pagamento, você tem uma noção exata de quanto pode pagar e se tal valor será suficiente para comprar o apartamento dos seus sonhos.

4. Procure aumentar o valor da entrada

Um exemplo eficaz de como comprar um apê sem se endividar é o aumento do valor da entrada. A ideia é simples: quanto maior for a entrada, menor será o financiamento e, consequentemente, menor o risco de endividamento.

Se for viável, pode ser interessante até mesmo postergar a compra do apartamento para juntar um valor maior para a entrada.

Se o seu objetivo é juntar mais dinheiro para dar uma entrada maior no seu financiamento e com isso reduzi as taxas de juros que vai pagar, temos aqui no blog um post com dicas de como você pode fazer uma renda extra e juntar essa grana pra dar uma entrada maior no seu financiamento.

5. Cuidado ao informar sua renda

Pensando em conseguir comprar um apartamento maior, muitos compradores buscam meios de aumentar a renda declarada para financiar um valor mais elevado.

A composição de renda é um bom exemplo dessa prática. Em muitos casos, apenas um dos participantes arca com o pagamento das prestações, o que pode se tornar insustentável ao longo dos anos.

Normalmente, os bancos limitam o valor das parcelas a 30% de sua renda. Esse percentual é uma estimativa de quanto você pode comprometer de sua renda sem se endividar.

Caso consiga declarar esse valor maior de sua renda, você corre o risco de não conseguir honrar o compromisso com o passar do tempo.

Então, mantenha os pés no chão na hora de informar a renda, para não tornar o financiamento um problema insustentável.

6. Saiba se adequar à realidade

Procure apartamentos em outras localidades e com uma estrutura que cabe no seu bolso, garantindo que sejam atendidas as necessidades da família. Assim, o sonho da casa própria não se transformará em um pesadelo para ninguém.

E não se esqueça de levar em conta que a compra de um apartamento não envolve somente o valor total propriamente dito, certo?

Existem outros gastos que precisam ser somados às despesas que virão pela frente, com escritura, registro de imóvel e ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis), por exemplo.

7. FAÇA A SIMULAÇÃO DO FINANCIAMENTO

É muito importante fazer uma simulação de financiamento gratuita. Assim, vai ser muito mais fácil encontrar o apartamento ideal que caiba no bolso de sua família. 

Além disso, a simulação engloba o benefício do programa Casa Verde e Amarela, além de possíveis promoções da construtora como o feirão da casa própria. 

Os simuladores de parcelas serão grandes aliados nessa fase de testes. Lembrando que, para fazer essa simulação, é necessário ter em mãos os seus dados pessoais e os dados do imóvel. 

Afinal de contas, não basta somente simular o financiamento, é preciso verificar qual deles é o que mais se encaixa à sua realidade e capacidade de pagamento. 

8. USE O FGTS 

Os recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) podem ser empregados para complementar o valor da entrada, conforme o regulamento do fundo. 

Para que você entenda melhor sobre o fundo de garantia: ele se trata de um tipo de poupança dos trabalhadores brasileiros, em que o dinheiro é sempre depositado mensalmente. 

Quando o valor para saque é alto, há uma grande vantagem, pois é possível até comprar o imóvel à vista e, claro, ter a possibilidade de negociar o valor e conseguir descontos. 

Além disso, vale destacar que você também pode usar o valor do Fundo de Garantia para amortizar o saldo devedor, o que significa que o pagamento das prestações é antecipado. Desse modo, o volume de meses para pagar a propriedade diminui e ainda reduz os juros.  

Quem gerencia as contas do FGTS é a Caixa. Mas você não precisa ter uma conta-corrente na instituição para sacar o valor. 

Você só precisa ir até o banco no qual já tem uma conta e informar que deseja comprar um apartamento utilizando o valor do FGTS. O banco vai disponibilizar todas as informações que você vai precisar ter em mãos. 

E então, você tem carteira assinada durante 3 anos no mínimo? Se tiver, vale muito a pena procurar saber o que já tem acumulado no seu fundo. 

Somando esse valor do FGTS às suas economias e às rendas extras que conseguir fazer, com toda certeza você estará mais perto do que imagina de adquirir seu apartamento tão sonhado. 

9. CONTROLE OS CUSTOS DA FAMÍLIA 

Bom, para conseguir o valor que você precisa para a compra do apartamento sem ganhar dívidas de presente, é indispensável o controle dos gastos dos seus familiares. O ideal é separar uma parte do orçamento para cada tipo de despesa. 

Quando você sabe em quais categorias de consumo está gastando seu salário de forma desnecessária e começa a cortar esses custos, você passa a economizar mais e a guardar dinheiro. 

Por exemplo, você pode reduzir o plano de telefone ou de internet; pode trocar a academia por esportes ao livre que sejam gratuitos; ou ainda deixar de gastar com delivery todos os dias e começar a preparar a própria comida em casa. Com essas mudanças, certamente você terá uma grande redução no orçamento. 

Fazendo isso, vai ser possível alcançar de forma bem rápida o valor total para dar a entrada e ter condições para pagar o financiamento todo mês. 

O ideal é que você faça esse controle mensalmente, pois assim conseguirá atingir o equilíbrio financeiro, além de saber quais gastos são realmente essenciais e quais você pode adiar ou cortar definitivamente. 

O que achou dessas dicas? Viu como comprar um apartamento sem se endividar é totalmente possível? Agora você já sabe que se planejar e se organizar financeiramente não é algo impossível. 

Quando estiver colocando essas dicas em prática, você vai perceber como elas ajudam a conquistar seu novo lar de forma bem segura, rápida e sem dores de cabeça durante o percurso. 

Aproveite que agora você já sabe como comprar um apartamento sem se endividar, comece já a procurar o imóvel ideal! E para receber outras novidades do mercado imobiliário em primeira mão, não deixe de assinar a nossa newsletter! 

Comentários

Juliana Pereira
Juliana Pereira disse: 23 agosto 2019
Estava a procura de financiar apartamento. Obrigada pelas informações!
MRV
MRV disse: 27 agosto 2019
Olá Juliana!
Ficamos felizes em saber que você gostou das dicas. Acredito que este post aqui também será muito útil. Mas se precisar de ajuda para calcular valores, saber mais sobre financiamento e parcelamento, não se esqueça, converse com nossos consultores acessando o Chat. Aproveite e faça uma simulação gratuita!
embarassed
Zelia
Zelia disse: 23 fevereiro 2021
Preços de apartamentos pequenos
MRV
MRV disse: 02 março 2021
Olá Zelia, tudo bem?

Você já tentou falar com a MiaEla está disponível e poderá te ajudar atravédo nosso WhatsApp para tirar todas as suas dúvidas e fazer uma simulação gratuita. Estamos te esperando! 😊 

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório