Como conquistar sua casa própria mesmo ganhando pouco

27 março 2019

1 comentários

Difícil, mas não impossível - é desta maneira que aqueles que sonham com um apartamento para chamar de seu devem encarar o desafio de comprar, mesmo com pouca grana entrando na conta no final do mês. Todo mundo sabe que a imensa valorização imobiliária dos últimos anos fez com que a concretização deste objetivo de vida pareça mais distante do que nunca, mas ele não é, de forma alguma, uma ilusão.

O planejamento financeiro é fundamental neste momento. Adotar atitudes inteligentes no seu dia a dia e perseverar em direção à meta estabelecida são ações que ajudam a tornar essa jornada mais curta, e com mais chances de ser bem-sucedida.

Um bom começo é se livrar de quaisquer dívidas que você tenha atualmente. Renegocie tudo que estiver devendo na praça, desde aquela conta antiga da TV a cabo até o valor rolado da fatura do cartão de crédito. Com isso quitado, balanceie as despesas e receitas de modo a fazer os gastos caberem dentro do salário, sem furos.

Depois de equilibrar suas economias, comece a pesquisar o mercado de imóveis, que costuma ter variações de preço muitas vezes inacreditáveis. Tanto a internet quanto um profissional como o corretor de imóveis podem ser de boa ajuda neste levantamento. Aposte, por exemplo, em unidades remanescentes de empreendimentos lançados recentemente, que podem sair com desconto para acelerar o ritmo das vendas.

Abra uma poupança, e tente depositar dinheiro nela mensalmente, pelo menos. O ideal é estabelecer uma quantia mínima, depois de fazer os cálculos de suas finanças pessoais, mas, ainda que aconteça de vez ou outra não conseguir alcançar este valor, faça o depósito do que for possível naquele mês, independentemente da cifra. Deste modo, você estará se educando financeiramente, e cumprindo com um importante compromisso que assumiu consigo mesmo. 

Organize-se em relação a prazos, e determine um marco para a compra do apartamento próprio. Quando se tem uma meta, fica mais fácil abrir mão de determinados luxos no dia a dia, cortando o que é supérfluo, sem sofrimento. Quando bater aquela vontade de gastar além do que estava previsto naquele mês, em algo que não é de extrema necessidade, lembre-se do seu sonho e imagine-se morando no que é seu, sem depender de mais ninguém – assim, fica mais fácil não cair em tentação e manter o foco.

Comentários

Marcia
Marcia disse: 14 outubro 2019
Quero muito comprar minha casa

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório