Conheça 6 dicas que vão deixar seu imóvel mais seguro

16 setembro 2019

Portaria e entrada do condomínio MRV com guarita de segurança, porteiro e câmeras de vigilância

Mesmo regiões supostamente mais seguras nos centros urbanos vez ou outra experimentam situações de violência, com furtos e assaltos a residências. Para tentar se proteger ao máximo contra problemas como este.

Confira a seguir seis dicas que podem aumentar a proteção da sua casa ou apartamento, garantindo, assim, maior tranquilidade à sua família!

1. De dentro para fora

Comece cuidando das portas de entrada e saída do apartamento ou casa. Invista em fechaduras de qualidade, bem como nas maçanetas, chaves e ferrolhos. Fazer economia nessa hora pode custar ainda mais caro lá na frente.

Portanto busque por marcas conhecidas e consolidadas no mercado, ainda que elas custem um pouco mais que a concorrência.

2. De olho em tudo

Cada vez mais, os condomínios investem em câmeras de segurança 24h. Mesmo os modelos mais em conta já ajudam a evitar problemas. O importante neste ponto é colocar as câmeras em pontos estratégicos como a portaria, a entrada da garagem, elevadores e corredores dos andares.

Caso seu condomínio ainda não conte com este advento, sugira à administração que invista na compra de alguns exemplares, ressaltando o valor que eles teriam na segurança geral do condomínio.

3. Alô?

O interfone é um dos artigos mais importantes no conjunto que garante a segurança de um apartamento ou casa. É através dele que os moradores ficam sabendo não só da chegada de visitas e entregas.

No entanto, estarão aptos a se comunicar com os porteiros a respeito de situações perigosas no edifício ou na própria unidade. Atualmente, há modelos com visores, o que aumenta ainda mais a vigilância.

4. Avisos

De nada adianta estar bem equipado com itens de segurança e não deixar claro que eles existem. Por isso, seja em uma casa de rua ou no prédio, adesivos em portas e janelas, visíveis a invasores mal-intencionados, ajudam a desestimular assaltantes, que podem ir em busca de alvos mais fáceis e menos arriscados.

5. Vizinhos unidos

Em uma reunião de condomínio convocada exclusivamente para debater o tema segurança, podem ser sugeridas atitudes compartilhadas por todos os moradores do condomínio, a fim de garantir a tranquilidade geral.

O síndico pode repassar as normas gerais do empreendimento, e sobre como agir diante de situações de perigo. Além disso, os porteiros podem ressaltar a importância de que ninguém permita a entrada de pessoas desconhecidas, em nenhuma hipótese.

6. Família

Converse com seus familiares sobre a possibilidade de alterar as rotas para a saída de chegada em casa de vez em quando.

Evite, também, ostentar riqueza com carros luxuosos ou itens que possam chamar a atenção e despertar a curiosidade de pessoas de fora sobre o que pode haver de valor dentro do apartamento ou casa. Ensine as crianças a usar o interfone, e instrua-as a usar um código com os porteiros para avisar se tudo está correndo bem.

E aí, o que achou deste nosso conteúdo sobre segurança em condomínios fechados?  Se você quiser receber mais dicas sobre imóveis, assine nossa newsletter e receba outros artigos como este diretamente em seu e-mail! 

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório