Coronavírus e mercado imobiliário: 7 motivos para continuar investindo

08 junho 2020

Mulher realizando a compra de seu apartamento de forma online e segura

Falar sobre coronavírus e mercado imobiliário é essencial para quem deseja investir em imóveis, mesmo em pleno isolamento social. Antes de a Covid-19 chegar ao Brasil, as expectativas para o setor eram promissoras porque o consumidor permanecia mais confiante e o nível de renda dos brasileiros estava melhorando, mesmo que a passos lentos.

No entanto, a recuperação do setor imobiliário ficou mais lenta por causa da pandemia do coronavírus. Então, é natural surgir aquela dúvida: vale a pena investir na compra de um imóvel, mesmo com as dúvidas sobre a economia depois que tudo isso passar?

A resposta é: sim, vale muito a pena! A seguir, vamos dar alguns motivos para você não desistir do sonho da casa própria e conquistar um imóvel, mesmo durante a pandemia do coronavírus!

1. Potencial de valorização

Imóveis são bens que sempre se valorizam com o tempo, ao contrário de automóveis, por exemplo. Então, se você comprar uma casa ou apartamento agora, ele tem chances de ter uma boa valorização em médio e longo prazo.

Fatores como localização, projeto de revitalizações na vizinhança, condomínio sustentável, alta demanda por imóveis e outros pontos ajudam a valorizar casas, apartamentos e lotes. Então, esse tipo de investimento é sempre um bom negócio.

Além disso, devido ao isolamento social, as construtoras tendem a baixar os preços e os bancos a diminuir a taxa de juros cobrada. Esses fatores contribuem para uma maior valorização do imóvel para o proprietário, que pode revender o bem depois da crise e ter um bom lucro com a transação.

2. Investimento seguro

Falar em coronavírus e mercado imobiliário de forma segura pode parecer estranho, afinal, as pessoas estão com medo do que vai acontecer com a economia depois que a pandemia passar.

No entanto, a compra de um imóvel é sempre um investimento seguro, já que esse tipo de investimento não oferece riscos no caso de quebra de bancos, como CDBs e títulos de capitalização, nem podem ser congelados pelo governo como a poupança já foi.

Outro ponto positivo é que a demanda por imóveis sempre vai existir. Isso porque o Brasil ainda possui um grande déficit habitacional, o que acaba gerando grandes oportunidades de novos negócios na área da construção civil. Então, frequentemente você verá famílias procurando uma casa ou apartamento para comprar.

3. Retorno maior do que a poupança

A poupança ainda é vista por muitos como um tipo de investimento. Apesar de ser bastante segura, a caderneta de poupança tem uma rentabilidade baixa e deixar seu dinheiro parado na conta não é muito vantajoso, pois a rentabilidade anual é de aproximadamente 6,17%.

Esse é um valor bem baixo e então, comprar imóveis é uma opção melhor, já que o potencial de valorização é maior e quando você for vender o bem, terá uma lucratividade melhor.

4. Proteção à inflação

Quando a inflação está alta, nosso dinheiro é facilmente desvalorizado. Então, vale a pena investir em imóveis mesmo durante a pandemia do coronavírus porque essa é uma forma de proteger seu dinheiro da inflação. Cabe destacar que os preços de prestações e aluguéis são atualizados pelo Índice Nacional da Construção Civil (INCC).

O INCC é uma espécie de medidor de preços do setor de construção civil. Dessa forma, o poder de compra de seu dinheiro fica protegido contra a inflação quando você investe em imóveis.

5. Formação de patrimônio

Diversos tipos de investimentos são boas opções de patrimônio, mas nem todos têm conhecimento ou se sentem seguros para investir. Ter uma reserva investida na poupança também é uma boa alternativa, mas dificilmente as pessoas se organizam para guardar uma quantia de dinheiro.

No entanto, quando você compra um imóvel parcelado, precisa pagar um valor específico todo mês. Dessa forma, terá que ter disciplina com seu dinheiro. Mesmo para quem vai comprar à vista, adquirir um imóvel é uma boa opção, pois evita o gasto desnecessário de dinheiro.

Além disso, a compra de imóveis garante que você tenha um patrimônio ao longo da vida e deixe herança para filhos e netos.

6. Diversificação da carteira de investimentos

Quem gosta de investir seu dinheiro em ações na bolsa de valores ou em títulos do governo pode comprar casas, apartamentos e lotes como forma de diversificar sua carteira de investimentos. Dessa forma, você reduz os riscos de perder dinheiro com aplicações financeiras, pois com a compra de imóveis não há perda.

Além disso, ter uma renda de aluguéis é uma boa opção para quem pretende viver de dividendos. Muitas pessoas escolhem investir em imóveis para alugar e, depois de alguns anos, vivem apenas do dinheiro das locações.

7. Incentivo do governo para a compra de imóveis

A Caixa Econômica Federal anunciou que terá R$ 43 bilhões em novas linhas de crédito, o que significa mais facilidade na hora de conseguir um financiamento. Além disso, o banco vai oferecer 6 meses de carência para quem comprar um imóvel neste período.

Esse fator é positivo para quem deseja uma casa ou apartamento como forma de investimento e até para morar. Ter 6 meses de carência ajuda a organizar melhor as contas da casa para conseguir pagar as parcelas tranquilamente.

No entanto, é importante lembrar que, em época de pandemia, o ideal é fazer um bom planejamento financeiro para não gerar dívida e ter dificuldade para pagá-la. Também é preciso cautela na hora de escolher a construtora e desconfiar de valores muito abaixo da tabela.

Como você viu, a situação coronavírus e mercado imobiliário pode trazer benefícios para quem deseja investir no setor de imóveis. Nem sempre temos a oportunidade de conquistar uma casa ou apartamento com os benefícios que a Caixa está oferecendo. Então, é bom aproveitar, mas com cautela.

Gostou do post e está à procura de imóveis de boa procedência? Entre em contato conosco agora e converse com um de nossos consultores.

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório