Descubra se a construtora que você escolheu é sustentável

28 dezembro 2018

Parece que você encontrou uma construtora que preenche toda a lista de exigências que havia feito quando planejou comprar um apartamento novo. Mas será que ela também se preocupa com a sustentabilidade? Como é possível saber se uma empresa cumpre com todos os pré-requisitos de quem realmente cuida do meio-ambiente e da utilização consciente de recursos?

Acompanhe aqui algumas dicas importantes para saber se a responsável pela sua nova casa busca equilibrar o lado financeiro com os lados social e ambiental.

Árvores

Construtoras confiáveis realizam o monitoramento do plantio de árvores em seus empreendimentos por meio de contadores ambientais. Portanto, procure saber sobre como a construtora escolhida encara essa questão. Empresas como a MRV, por exemplo, já plantaram mais de um milhão de árvores, o que equivale à remoção de 550 mil toneladas de gás carbônico do ambiente. Pergunte sobre os números da companhia selecionada.

Prêmios

Busque saber se a construtora com quem você vai negociar tem sua atuação certificada e premiada – tais congratulações dizem muito sobre a empresa e seus valores. Questione se ela tem a competência atestada e o trabalho reconhecido, se possui selos e títulos, bem como certificações ISSO, que promovem a máxima qualidade nas instituições.

Histórico

Uma boa maneira de saber se uma empresa é confiável e se ela tem algum tipo de preocupação com o meio ambiente é avaliar há quanto tempo ela atua no mercado, e qual é seu histórico de ações sustentáveis. Descubra se ela cumpre tudo o que promete, e se teve algum tipo de contratempo nesse sentido ao longo dos anos.

Redução de impacto

Questione a construtora a respeito do inventário de sua política de emissão de gases. Empresas conscientes vêm trabalhando para reduzir o impacto das mudanças climáticas com práticas como mitigação, metas de PLR e projetos de compensação, por exemplo.

Lixo

Informe-se se a empresa escolhida investe em coleta seletiva em seus empreendimentos. Condomínios com esta prática estimulam que cada unidade seja responsável pela separação prévia do lixo conforme sua classificação, e participem ativamente descendo até os recipientes adequados para coleta e armazenamento.

Água

Já existem no mercado imobiliário algumas construtoras cientes da importância da economia de água não só durante a fase de execução de seus projetos, mas também depois que os empreendimentos são entregues – a MRV, por exemplo, tem como meta a redução de 2& de consumo por unidade habitacional. Companhias com este foco podem, por exemplo, instalar redutores de fluxo nos apartamentos, e entregar bacias sanitárias com dispositivos economizadores nos banheiros.

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório