É possível financiar um imóvel na planta? | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

É possível financiar um imóvel na planta?

01 junho 2017



Para milhões de brasileiros, o financiamento imobiliário é a única alternativa para a realização do sonho de comprar a casa própria. Por envolver uma série de procedimentos burocráticos, no entanto, o pedido requer uma boa dose de organização. 

Muitas pessoas buscam informações quanto à possibilidade de financiar imóvel na planta, já que a opção pode oferecer boas vantagens, como um abatimento no valor do bem. Neste post, vamos tratar especialmente deste assunto.

Continue nos acompanhando e fique bem informado! 

É possível financiar imóvel na planta?

Embora existam algumas diferenças em relação ao financiamento de imóveis prontos, é perfeitamente possível financiar um imóvel na planta.

Por tratar-se de uma aquisição que envolve um grau de risco mais elevado, contudo, é importantíssimo averiguar a credibilidade da construtora ou incorporadora responsável pelo empreendimento. 

A partir de quando posso pedir o financiamento?

A aquisição de um imóvel na planta envolve duas etapas: a construção e o financiamento. Em um primeiro momento, o comprador assinará um contrato com a construtora/incorporadora,

Durante um período de até 36 meses, será pago um valor mensal para financiar as obras, o que deve ser feito com recursos próprios. Com a entrega das chaves, chega o momento de procurar a instituição financeira e solicitar o financiamento do imóvel. 

Quais modalidades permitem financiar imóvel na planta?

A aprovação de um imóvel na planta pode ocorrer com mais facilidade, já que é um bem novo. Algumas regras particulares de cada modalidade de financiamento merecem destaque:

  • SFH: é possível financiar até 80% do valor do imóvel. Recentemente, foi ampliado o limite de avaliação para os imóveis se enquadrarem no SFH. O teto passou a ser de R$ 950.000,00 nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e no Distrito Federal — e de R$ 800.000,00 nos demais estados;
  • SFI: dentro do SFI, as regras são mais flexíveis. É possível financiar até 90% do valor e não há limite de avaliação. Esta linha é voltada para os imóveis cujo valor ultrapassa o limite do SFH;
  • Minha Casa, Minha Vida: voltado para famílias com renda bruta mensal de até R$ 9.000,00, o programa oferece condições mais favoráveis em comparação ao mercado imobiliário. O limite máximo da avaliação varia conforme a região.

Qual a documentação necessária?

Para a assinatura do contrato com a construtora ou incorporadora, a documentação deverá ser verificada junto à própria empresa. 

Ao dar entrada no pedido do financiamento, deverão ser apresentados os documentos pessoais comuns a qualquer transação do gênero: identidade/CPF, comprovantes de residência e renda (últimos três meses), comprovante de estado civil (certidão de nascimento ou casamento), declaração de imposto de renda e extrato bancário.

Quanto ao imóvel, serão necessários o alvará concedido pelo município para a realização do empreendimento, licenças ambientais e outras declarações de autoridades competentes.

Quais cuidados devem ser tomados?

Um problema sério e relativamente comum neste tipo de financiamento é a valorização do imóvel na época da entrega das chaves. Há o risco de que o valor a ser financiado exceda o limite de comprometimento da renda, fixado em 30%, e inviabilize o negócio.

O risco também existe caso haja redução na renda mensal enquanto o imóvel não fica pronto. É fundamental, antes mesmo de fechar o contrato com a construtora, levar em conta estas possíveis variáveis.

Procure construir uma reserva de emergência, que pode servir para abater o valor do imóvel e encaixá-lo no orçamento. Neste momento, principalmente para quem mora de aluguel, é importante ter certeza de que as parcelas pagas à construtora, somadas ao valor do aluguel, cabem em seu orçamento.

Será preciso segurar as pontas até a entrega das chaves! 

A compra de um imóvel é um momento ímpar na vida de uma pessoa. Não deixe de tomar todos os cuidados possíveis para evitar futuras frustrações.

Financiar imóvel na planta pode ser o melhor caminho para que você realize seu sonho. Gostou do conteúdo? Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades do mercado imobiliário!

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório