Espaço pet: como fazer seu animalzinho se sentir em casa?  | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

Espaço pet: como fazer seu animalzinho se sentir em casa?

15 dezembro 2017


"Eu, você, dois filhos e um cachorro’’: você já parou pra pensar como o trecho da música relata a ideia que a maioria das pessoas têm do conceito de família, hoje intimamente ligado aos animais de estimação? É por esse motivo que ter um bom espaço pet em casa é tão importante!

Os espaços pet são um conceito recente, nascido da crescente demanda de lugares dedicados aos bichinhos. Essas áreas têm se tornado cada vez mais comuns em condomínios, e consistem em um espaço destinado à recreação e higiene dos animais.

Se você quer levar essa qualidade de vida para o seu animalzinho dentro de casa, confira algumas dicas para a elaboração de um espaço perfeito para seu pet!

Planeje com antecedência

Está de mudança e já tem um animalzinho? Então é hora de planejar um ambiente para ele. Caso você já esteja no apartamento e queira adquirir um bichinho, é preciso fazer o contrário: encontrar um pet que se adapte ao ambiente!

Embora animais de porte grande possam viver em apartamentos — com os devidos cuidados, é claro —, os mais indicados nesse caso são os de médio e pequeno porte. Raças como shih tzu, lhasa apso, yorkshire e poodle toy são escolhas bastante populares. No caso dos gatos, a raça não importa tanto assim: apesar de suas características únicas de personalidade, elas não diferem muito em tamanho.

Outra opção é a adoção de um animal já adulto. Assim, você não terá surpresas com relação ao crescimento do bichinho. De quebra, ainda fará uma ótima ação, ganhando um amigo para toda a vida!

Invista em segurança

Pode parecer supérfluo, mas não é: as redes de proteção podem impedir que acidentes seriíssimos, e por vezes fatais, aconteçam. Isso também vale para os produtos químicos e de limpeza, que devem ser mantidos sempre em prateleiras altas, longe do acesso.

Os animais, assim como as crianças, devem ter sua segurança garantida nos apartamentos. Principalmente quando falamos sobre gatos, curiosos, que são muito suscetíveis à quedas, e sobre os cães, que costumam ingerir tudo o que veem pela frente.

Forneça um espaço adequado

Com algumas poucas modificações, você pode transformar seu apartamento em um verdadeiro lar para o seu animalzinho! Antes de mais nada, tente reservar um espaço para ele; isso facilitará a organização e limpeza da casa.

O seu espaço pet em casa contará com a água, a comida e com a caminha do seu animal. Uma dica: mantenha a água um pouco afastada do alimento. Alguns animais, especialmente gatos, tendem a rejeitá-la caso pegue algum cheiro, por associar isso à contaminação.

Mais distante, deve ser colocado o banheiro do pet. Isso mesmo, ele precisa estar distante. Afinal, ninguém quer dormir e se alimentar no banheiro, e com eles isto não é diferente. Para gatos, compre caixas de areia. Cães podem utilizar o jornal ou tapetes higiênicos específicos, que os incentivam a fazer as necessidades sempre no local certo.

Diga não ao estresse

Assim como nós, os animaizinhos sofrem com o estresse e com problemas ligados à ele: depressão, fobias e ansiedades, por exemplo.

Procure, então, sempre disponibilizar distrações para ele. Bolinhas, brinquedos, mordedores. Uma dica bem interessante para os cães são os brinquedos interativos, que armazenam um pouco de ração e os recompensam conforme a brincadeira ocorre.

Já os gatos, que adoram escalar e arranhar, gostam bastante de arranhadores e prateleiras que possibilitem sua exploração. Para eles, existem arranhadores de vários andares, que garantem diversão e lugares para dormir à vontade.

E por último, mas não menos importante, não se esqueça dos passeios. Lembre-se que, muitas vezes, um cão de porte pequeno pode ter tanta — ou até mais — energia quanto um dos maiores.

Independentemente do tamanho do seu bichinho, é imprescindível que ele passeie pelo menos duas vezes ao dia. Use e abuse do espaço pet de seu condomínio, caso ele o possua. Se não, visite parques, caminhe na rua — não importa! A atividade será benéfica para ambos. 

Gostou dessas dicas para construir um espaço pet em casa e quer continuar acompanhando outras novidades? Então assine nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo!

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório