6 dicas valiosas para criar um espaço Pet no seu apartamento

24 agosto 2020

Mulher procurando espaço em seu apartamento para brincar com seu gato

Os animais de estimação alegram qualquer ambiente. Amigos fiéis, eles se afeiçoam aos donos e adoram crianças. Mas é preciso escolher o seu pet de acordo com o lugar onde você vive, até mesmo para respeitar as características do bichinho.

Pensando nisso, preparamos o conteúdo a seguir para ensinar como criar um espaço pet de respeito. Assim, você conseguirá proporcionar um ambiente adequado para o seu amigo, seja ele cão, gato ou ave. Acompanhe a leitura conosco!

1. Escolha um pet de acordo com o espaço disponível

Se você ainda não tem um animalzinho, mas está pensando em adotar, é fundamental prestar atenção no espaço que possui e pretende dedicar a ele. Além disso, é indispensável pensar na área que ele precisa para viver bem.

Algumas raças específicas de cachorros, por exemplo, precisam de mais espaço para correr e gastar energia. Assim, esses cães não se dão muito bem em pequenos apartamentos, onde ficarão confinados a uma área restrita. Isso os torna ansiosos e faz com que acabem roendo objetos ou móveis — o que pode causar um prejuízo enorme ao seu patrimônio, não é mesmo?

Assim, para não prejudicar o pet, é uma boa ideia dar preferência a cães de porte pequeno ou médio, no máximo. Gatos e pássaros de pequeno porte estão liberados, mas nada de optar por um enorme gavião, por exemplo. Leia sobre as raças e suas características marcantes para escolher com conhecimento de causa.

Converse com os gestores do seu condomínio de apartamentos e pergunte sobre espaços apropriados para os pets brincarem. Caso você more em um ambiente assim, deve levar esse fator em consideração para escolher seu animal.

É amante de gatos? Temos uma boa notícia: de modo geral, eles se dão muito bem em apartamentos. Será possível inclusive escolher a raça de sua preferência, já que o tamanho dos bichanos não varia tanto em relação aos cães.

2. Reserve um espaço para ele fazer suas necessidades

Essa é uma das áreas mais sensíveis, afinal ninguém quer sair pisando nas necessidades do bichinho. Assim, é preciso pensar muito antes de escolher e determinar esse espaço. Para aqueles que moram em apartamento, uma ótima medida é escolher a lavanderia ou a sacada para serem o "banheiro" do pet.

Mas isso não é uma regra: você pode escolher o lugar de acordo com o tamanho, as características do animal e a sua própria necessidade de utilizar espaços dentro de casa.

Reserve um lugar em que haja pouca circulação de pessoas para deixar seu pet tranquilo enquanto faz suas necessidades. Essa dica vale principalmente para os donos de gatos, já que os bichanos tendem a se assustar com mais facilidade. Coloque um tapete higiênico, no caso dos cães, ou uma caixa de areia, para os gatos. Depois, é só treiná-los para procurar aquele cantinho quando sentirem necessidade.

3. Defina o lugar onde ele vai fazer suas refeições

Não se esqueça de renovar a água do pet algumas vezes ao dia, de modo que ela esteja sempre fresca. Uma boa ideia é deixar mais de um pote pela casa. Essa dica é especialmente interessante para quem tem gatos castrados, uma vez que eles não costumam beber muita água e ainda contam com uma tendência de sofrer com o acúmulo de pedras nos rins.

Você pode escolher entre deixar comida disponível para o pet o dia inteiro ou colocá-la somente na hora exata da refeição. Contudo, é essencial manter um lugar fixo para que ele coma, até mesmo para facilitar a limpeza.

4. Coloque os brinquedos em um só local

Quem já tem cachorros ou gatos entende que esses pets não vivem sem seus brinquedos. Cada animal tem seu perfil: enquanto alguns preferem as bolinhas, outros gostam de roer coisas felpudas. Ter esse tipo de item disponível é até um modo de evitar que os bichinhos descontem na mobília.

No entanto, caprichar demais na quantidade de brinquedos para o pet causa efeitos colaterais indesejáveis. Todos aqueles itens podem acabar espalhados pela casa, de modo desordenado, por isso é muito importante ter um lugar específico para guardá-los

Uma dica interessante é colocar todos eles em uma caixa funda, que você pode encontrar facilmente em lojas de animais e até mesmo de artigos para casa. Assim, antes de dormir, recolha todos os brinquedos e guarde lá.

5. Deixe o apartamento seguro para o pet

Ok, você conta com um animalzinho bastante obediente e dócil. Isso é suficiente para que ele esteja em segurança durante 100% do tempo que passa no apartamento? Não necessariamente. Então, utilize telas de proteção nas sacadas e janelas.

Outro cuidado que não deve ser negligenciado envolve a fiação elétrica da sua casa. Evite manter fios expostos, principalmente se você tem filhotes. Eles adoram roer tudo o que encontram e um choque pode ser fatal.

Por fim, outro cuidado tem a ver com os produtos de limpeza. Guarde todos eles em um armário com portas, sempre se certificando de que as embalagens estejam fechadas. Isso porque deixá-los abertos pode ocasionar um cheiro que atraia o animal ou até cause uma intoxicação.

6. Transforme móveis que não serão mais utilizados

Muitas vezes, trocamos nossos móveis para versões mais bem acabadas e não sabemos o que fazer com os antigos. Em vez de simplesmente colocá-los na caçamba de lixo, eles podem ser reaproveitados para guardar os itens do pet ou como uma boa fonte de madeira para criar uma caminha customizada, por exemplo.

Com a ajuda de um carpinteiro ou por conta própria, será possível criar um espaço no móvel para colocar a ração do bicho. É a sua chance de ter uma casa que ninguém mais tem, reaproveitando materiais úteis.

Entendeu como criar um espaço pet é perfeitamente possível, mesmo que você esteja morando em um pequeno apartamento? Com essas dicas, será possível otimizar o espaço disponível e o melhor de tudo: garantir a organização e a limpeza necessárias para o bichinho viver bem e não estressar seu dono.

E aí, curtiu o post e quer continuar lendo sobre os cuidados com os animais em casa? Então, aproveite a visita confira os cuidados que devem ser tomados com pets em apartamentos pequenos

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório