Financiamento imobiliário: é possível fazer mesmo ganhando pouco? | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

Financiamento imobiliário: é possível fazer mesmo ganhando pouco?

19 maio 2018

Você sabia que sonhos são possíveis? Entretanto, para transformá-los em realidade, é preciso agir. Caso você não receba um salário alto e tenha o desejo de comprar o seu primeiro apartamento, com um bom planejamento financeiro e conhecimento é possível contratar um financiamento imobiliário que lhe permitirá adquirir a tão desejada casa própria.

Como funciona um financiamento imobiliário?

Para muitos brasileiros, conseguir comprar um imóvel à vista é algo completamente inviável. No entanto, o mercado oferece crédito que permite às pessoas comprarem uma residência. Dessa forma, existem vários produtos, sendo o financiamento imobiliário um dos mais populares.

Conceitualmente, essa modalidade de crédito nada mais é do que um empréstimo em que o comprador pega recursos com uma instituição financeira — a qual poderá ser a própria construtora — para fazer o pagamento à vista de um imóvel.

Em contrapartida, ele deverá devolver ao banco, em um período predeterminado, o montante que foi pego emprestado acrescido de juros.

Contudo, para que o pedido de crédito seja aprovado, é necessário que o comprador atenda a algumas exigências da empresa financeira. Uma delas é apresentar uma renda condizente ao valor do financiamento.

Quais são os principais programas governamentais?

Devido às dificuldades enfrentadas pelas pessoas de baixa renda para comprar a tão sonhada casa própria, o Governo Federal tem alguns programas habitacionais que facilitam a liberação de crédito para o financiamento imobiliário.

Dentre os vários programas existentes, o Minha Casa Minha Vida (MCMV) é o que mais se destaca. Criado em 2009, o MCMV tem como principal objetivo oferecer às famílias de média e baixa rendas condições mais favoráveis para financiar o seu primeiro imóvel.

Quanto menor for a renda familiar, mais benefícios o programa concede. Sendo assim, para ajudar quem realmente tem condições mais precárias, o Governo classifica as famílias em grupos — denominado de Faixas —, de acordo com o faturamento mensal.

A partir do MCMV, o beneficiário consegue juros menores do que os praticados no mercado, além de subsídios que ajudam a pagar parte do valor do imóvel.

É possível usar o FGTS para financiar um imóvel?

Criado durante a década de 1960 para proteger o trabalhador vinculado à CLT, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) é uma poupança compulsória paga pelo empregador. Rendendo uma taxa anual de 3%, o Fundo de Garantia pode ser um grande aliado na hora de comprar um imóvel.

É permitido usar o FGTS de várias formas, como para:

  • quitar parcial ou totalmente o valor da entrada do financiamento imobiliário;
  • amortizar as prestações remanescentes;
  • liquidar o saldo devedor.

Uma boa dica é: sempre que tiver a chance, use o seu Fundo de Garantia. Como ele tem rendimento baixo — rende 3% ao ano mais a Taxa Referencial —, é um ótimo negócio pagar uma dívida mais cara com esse dinheiro.

Como financiar um imóvel ganhando pouco?

Como você percebeu, existem várias formas de conseguir financiar um imóvel, mesmo que o seu faturamento mensal não seja muito alto. Todavia, para realizar o sonho da casa própria, não basta apenas querer. É necessário se preparar financeiramente.

É preciso saber que as parcelas comprometerão um valor considerável do seu salário por vários anos, além do fato de ser fundamental economizar um montante significativo para ser pago como entrada.

Por isso, caso você tenha o desejo de comprar o seu primeiro imóvel, é imprescindível fazer um planejamento financeiro adequado. Sem contar o fato de ter que economizar e cortar gastos desnecessários o máximo possível.

Outra boa dica é fazer uma composição de renda. Por meio dela, você conseguirá somar o seu faturamento mensal ao rendimento de outra pessoa. Dessa maneira, você poderá conseguir um crédito maior.

Caso você tenha percebido que é uma grande vantagem conseguir financiamento imobiliário pelo Minha Casa Minha Vida, acesse nossa página especial sobre o programa! Até a próxima!

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório