Lançamento de imóveis de luxo mostra aquecimento | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

Lançamento de imóveis de luxo mostra aquecimento

15 março 2010

O lançamento de grandes empreendimentos imobiliários em Ribeirão Preto neste ano mostra que o setor está em plena recuperação, depois da queda no licenciamento de obras de imóveis entre 2008 e 2009, motivada pela crise. O reaquecimento é impulsionado principalmente pelos públicos A e B. Somente hoje serão lançados dois condomínios do tipo, o Alphaville e o Reserva do Golfe, e no próximo fim de semana mais um, o Reserva Santa Luisa, todos na zona sul e com participação de empresas da capital paulista.

No caso do Alphaville, na região de Bonfim Paulista, trata-se apenas de uma primeira etapa, com 506 lotes residenciais e 80 comerciais, em uma área de 383 mil m2 -o grupo comprou uma gleba total de 1,652 milhão de m2, já prevendo futuras etapas de expansão.

Após a conclusão, será um dos maiores condomínios de Ribeirão. Tanto que, para conseguir a aprovação do projeto, o grupo assumiu a responsabilidade pela construção de 44 casas na Favela Faiane, vizinha do empreendimento.

A Folha apurou que, apesar de o lançamento do Alphaville ocorrer hoje, só no próximo dia 27 será aberta oficialmente a venda dos lotes. O condomínio já possui um estande de negociação, onde se fala em cerca de R$ 400 o metro quadrado, mas não há fechamento de negócios nem reservas antecipadas.

No estande, cada lote é oferecido aos interessados como um "conceito" da grife, com base nos demais condomínios de luxo com o mesmo nome que já existem em outras cidades.

Já no Reserva do Golfe, em frente ao futuro Shopping Iguatemi, serão quatro torres com 420 apartamentos. O Reserva Santa Luisa terá 188 lotes. "Ribeirão tem grande potencial de crescimento, principalmente nesse segmento de médio e alto padrão", disse o gerente comercial da Trisul, Sérgio Marão Filho, responsável pelo Reserva do Golfe.

O mercado de alto padrão é o foco de empresas locais. A Stéfani Nogueira lançou recentamente o Condomínio Santorini. Já a Pereira Alvim terá como carro-chefe neste ano o Residencial Fazenda Santa Maria.

"O ano passado já foi de subida e neste ano estamos alcançando altitude de cruzeiro", disse a gerente comercial da Stéfani Nogueira, Fernanda Hakim Trad Defendi, cuja empresa planeja lançar 530 imóveis no primeiro semestre.

Esse novo "boom" do setor contrasta com uma queda de 46,6% no licenciamento de obras imobiliárias entre o segundo semestre de 2008 e o mesmo período de 2009, segundo números da Secretaria do Planejamento de Ribeirão.

O crescimento do setor neste ano, em Ribeirão, não deve atingir apenas os setores A e B. Empreendimentos com valores mais baixos também são projetados, impulsionados principalmente pelo programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, que oferece subsídios.

A construtora MRV planeja a construção de 3.800 unidades em Ribeirão apenas no primeiro semestre - em todo o ano passado foram 1.408 casas e apartamentos. "Esse crescimento vem em função do programa Minha Casa, Minha Vida", disse o diretor comercial da MRV, Rodrigo Colares.

Fonte: Folha de São Paulo, 11/03/2010

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório