MRV Engenharia chega a três mil unidades construídas na Serra

28 agosto 2014

Com esse número, um em cada 45 serranos mora em um imóvel construído pela companhia.



Com 25 empreendimentos lançados e mais de sete anos de atuação, a MRV Engenharia tem investido constantemente na Serra, cidade do Espírito Santo onde a construtora possui maior número de projetos no estado. Com uma média de três moradores e meio por imóvel, a população de serranos que mora em um imóvel da MRV está em torno de 10,5 mil pessoas, ou seja, um em cada 45 moradores da cidade reside em um imóvel construído pela companhia.


No total, a MRV Engenharia já finalizou três mil unidades no município e está presente em quinze bairros. Atualmente, a construtora oferece cerca de 1500 empregos diretos e, além de reduzir o déficit habitacional e gerar emprego e renda, já realizou inúmeras intervenções urbanísticas na cidade como a construção de vias, passeios, praças, construção de áreas de lazer, escolas, estações de tratamento de água e esgoto.



“Em pouco tempo, o Espírito Santo assumiu importância estratégica para a empresa em seu momento de expansão geográfica e a cidade da Serra está no centro desses investimentos. Acreditamos que, além de levar um produto de qualidade para nossos clientes locais precisamos contribuir para o crescimento do município”, comentou o diretor Comercial da MRV na Regional Rodrigo Resende.


Prova do trabalho desenvolvido no estado, em 2013, a construtora recebeu, pelo segundo ano consecutivo, a premiação do Marcas Ícones – As Mais Lembradas do Espírito Santo, realizado pela Rede Vitória. A empresa ficou em primeiro lugar na categoria “Construtora de Imóveis”.


O município capixaba ainda é um dos locais do país onde a construtora implantou o Compromisso Nacional para Aperfeiçoamento das Condições de Trabalho na Construção, que prevê avanços e inovações nas relações e condições de trabalho, além de assegurar aos trabalhadores direitos fundamentais como saúde, segurança, qualificação e proteção social. Na Serra, três canteiros de obra aderiram ao projeto e seus colaboradores passaram a frequentar aulas de alfabetização e qualificação profissional em uma escola construída pela empresa no próprio canteiro.

Imagem galeria
Imagem galeria

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório