O que é um edifício verde? | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

O que é um edifício verde?

26 setembro 2018

O termo edifício verde tem sido usado no mercado imobiliário há muito tempo. Nos últimos anos, o assunto se intensificou, pois a construção sustentável e a qualidade de vida em nossa sociedade ganharam mais importância.

Com o surgimento da internet e o maior fluxo de informações, as pessoas passaram a priorizar alguns critérios específicos antes de tomarem decisões, tanto como clientes quanto como cidadãos.

As questões ambientais foram alguns desses conceitos que se tornaram importantes para muitos. Por isso, o edifício verde ganha cada vez mais holofotes. Mas, o que realmente isso significa?

Acompanhe o nosso texto e saiba os pontos mais importantes sobre esse modelo de construção imobiliária.

O que é o edifício verde?

Um edifício verde é aquele ambientalmente responsável e sustentável em seus diferentes estágios, desde a concepção até a operação. Em outras palavras, ele pode ser definido como uma combinação de técnicas e de materiais que, juntos, contribuem para melhorar o desempenho ambiental.

Vários critérios devem ser levados em conta antes de começar a construção de um prédio verde, tais como:

  • otimização da eficiência energética;
  • uso de materiais reciclados;
  • limitação do consumo de água e da produção de resíduos.

Quais as características de um edifício verde?

Para que uma construtora afirme que tem um projeto de edifício verde, não basta falar vagamente sobre sustentabilidade. É preciso que a arquitetura final tenha algumas características específicas.

Localização

Um dos elementos-chave para a construção de um edifício verde é a sua localização e a harmonia com o meio ambiente. Ou seja, as condições ambientais devem ser levadas em conta para o desenvolvimento do projeto.

Abastecimento de água

O ideal para esse tipo de construção é que a estrutura tenha sistemas e mecanismos que permitam o abastecimento com água da chuva. O sistema deve funcionar para todo o edifício. Dessa forma, o recurso hídrico é usado de maneira responsável. Os sistemas de toalete a seco também podem ser usados para contribuir com a prática.

Energia limpa

A instalação de painéis solares no telhado ou em locais ao ar livre permite a geração de energia limpa. Os edifícios verdes devem encontrar uma maneira de aproveitar os recursos naturais para se tornarem autossustentáveis e gerarem o menor impacto sobre o meio ambiente.

A MRV tem a preocupação de desenvolver condomínios dentro desse padrão de energia limpa.

Meio ambiente

Não basta implantar sistemas de economia e eficiência energética: é necessário atentar para o ambiente que é gerado dentro da estrutura, para que o design promova boa comunicação e conforto.

Isso quer dizer que o espaço onde as pessoas circulam no interior do prédio precisa gerar um bem-estar físico e psicológico para completar o círculo de harmonia.

Equidade

A arquitetura sustentável deve, também, apoiar a justiça e a equidade. Por isso, é preciso ter as condições adequadas, considerando as diferenças das pessoas e promovendo, assim, uma cultura inclusiva.

Estética

Depois de ter cumprido todos os requisitos anteriores, não devemos esquecer que o design de um prédio é atraente a partir do exterior para o interior. A estética deve ser composta de elementos visuais convincentes e que contemplem a proposta de sustentabilidade.

Enfim, o edifício verde é muito mais do que uma ideia solta sobre preocupação com o meio ambiente. As construtoras que entendem a importância desse projeto já saem na frente e se destacam no mercado. Por isso, ao procurar um imóvel, você deve levar em consideração questões relacionadas à sustentabilidade, pois isso valoriza o espaço e traz economia em longo prazo.

Para saber como a MRV cuida do meio ambiente construindo condomínios sustentáveis, clique aqui e continua sua leitura!

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório