Planejamento financeiro: aprenda o que fazer para sair do aluguel

14 maio 2018



Sair do aluguel e ter seu próprio imóvel é um sonho para muitas pessoas, já que parar de pagar mensalmente por uma casa ou apartamento que não é próprio significa, também, mais economia e estabilidade. Por ser um bem de alto valor, no entanto, tal sonho parece estar um pouco distante da realidade de muitos brasileiros.

Mas, nada é impossível e com planejamento e muita organização financeira é possível, sim, adquirir um imóvel próprio, mesmo ganhando pouco. Quer saber mais sobre isso? Continue a leitura e leia algumas dicas para sair de vez do aluguel e conquistar seu espaço!

1. Organize as finanças da família

Para começar, o primeiro passo é saber quanto cada pessoa envolvida na compra do imóvel ganha e qual é o gasto mensal da família. Você pode fazer essa conta em um caderno, usando aplicativos ou apontando tudo em uma planilha no computador.

Liste os gastos fixos, como energia elétrica, internet, escola das crianças, entre outros, e os variáveis, como os almoços fora de casa. O importante é que a renda da família fique bem clara, assim como os gastos.

2. Faça cortes dos gastos desnecessários

Depois de organizar os valores que entram e os que saem com as contas, é hora de saber como economizar e o que é possível cortar no momento. Paga academia há meses e não frequenta? Corte de seu orçamento e opte por exercícios ao ar livre, por exemplo.

É importante lembrar que todo gasto desnecessário pode se transformar em uma economia significativa para a compra de seu apartamento. Então, é preciso ter foco no objetivo e cortar o que você considera possível de ser eliminado do orçamento, mesmo que seja por um período.

3. Veja quanto pode sobrar

Para o planejamento ficar completo, é preciso avaliar o valor que vai sobrar mensalmente para ser destinado à compra do imóvel. Esse valor deve ser visto como uma conta a pagar e deve ser transferido para a poupança ou para o fundo de investimento assim que é recebido. Dessa forma, você evita gastá-lo com outras coisas e não sai de seu planejamento.

4. Faça seu dinheiro render

É claro que a poupança pode ser uma escolha para guardar o dinheiro enquanto a hora de comprar o imóvel não chega. Entretanto, existem alguns tipos de investimento de baixo risco que podem render mais e ajudar você a conquistar seu sonho mais rápido.

Converse com o gerente de seu banco, tire dúvidas sobre fundos de investimento e, se você se sentir seguro, aplique seu dinheiro e faça-o render ainda mais.

5. Analise programas de financiamento imobiliário para sair do aluguel

Programas como o Minha Casa, Minha Vida podem ajudar muito na hora de comprar um imóvel próprio. As construções que fazem parte dele têm valores acessíveis, os juros são mais baixos e o tempo de pagamento é mais longo, o que facilita muito se você tem a renda apertada e sobra pouco no fim do mês.

Para sair do aluguel, é importante ter disciplina e focar no objetivo final. Mesmo sendo preciso fazer um esforço durante alguns anos, pense sempre que, daqui a um tempo, você estará morando em um cantinho todo seu. Além do mais, economizar agora é sinônimo de ter mais estabilidade e conforto financeiro no futuro.

Gostou das dicas para sair do aluguel? Compartilhe este texto em suas redes sociais e ajude seus amigos a adquirirem seus imóveis próprios também!

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório