Primeiro imóvel atrai cada vez mais o público jovem

06 junho 2014

Jovem escolhendo o seu apartamento na planta para poder comprar

De acordo com o Gestor Executivo de Vendas da MRV, Marcelo Alisson Alves Mendes, mesmo com o valor nominal dos imóveis nos últimos anos tendo aumentado, a renda familiar na compra do primeiro imóvel tem sido menor. Isso se deve principalmente à redução de taxas de juros, facilidade de crédito e das condições oferecidas pelo programa Minha Casa Minha Vida.

As compras de imóveis são para moradia, somente 35% das pessoas compra para investir. Mendes destaca ainda a ascensão da Classe C como impulsionadora da compra do primeiro imóvel, e traz uma informação importante: a compra não se dá exclusivamente para sair do aluguel.

O avanço da classe C e de jovens é notória na aquisição do primeiro imóvel. Anteriormente, as pessoas compravam essencialmente para sair do aluguel. Atualmente essa compra é para sair da moradia em que vivem, buscando serem independentes dos pais.

Dessa forma, os espaços mais procurados são ambientes práticos, funcionais e aconchegantes e isso fica claro no grande aumento na comercialização de unidades de 2 quartos.

Quem são os novos compradores

A mudança no perfil do comprador, segundo ele, foi notada nos últimos 3 a 4 anos. O imóvel buscado por quem deseja realizar o sonho da casa própria custa entre 125 e 200 mil, variando conforme a localização e tipo do imóvel.

Por se enquadrar no programa Minha Casa Minha Vida, possui dois dormitórios, área privativa entre 44 e 50 m², áreas de lazer comuns ao condomínio, além de boa localização, vias de fácil acesso e em bairros com boa estrutura.

As regiões mais procuradas, geralmente, são as que os pais, parentes e amigos residem. No entanto, e até por serem cada vez mais jovens e dispostos a aceitar mudanças, os compradores têm buscado novas opções em outras regiões, bairros e até cidades, como tem acontecido na migração de clientes de Curitiba para Araucária e São José dos Pinhais.

Escolhendo o imóvel ideal para a compra

A modalidade de compra mais procurada é o sistema associativo, no qual os clientes que compram na planta conseguem financiar seu imóvel ainda durante a construção, já garantido a propriedade do imóvel.

Essa modalidade traz muitas vantagens. O cliente tem menor incidência do INCC (índice Nacional da Construção Civil) do que aguardar o imóvel ficar pronto.

O valor percentual de entrada é menor, e isso permite a compra de clientes mais jovens que ainda não formaram poupança, além de ter crescido a compra de imóveis por pessoas com renda informal ou mista.

Além de que, depois do financiamento assinado com o banco, o cliente tem seguro para entrega da obra, contra desemprego e até para caso de invalidez ou morte, afirma. 98% dos imóveis da MRV são vendidos na planta. Quando um imóvel nosso fica pronto, praticamente não temos unidades à venda.

Fonte: Diário Indústria e Comércio

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório