Programa escola nota 10 da MRV Engenharia realiza formatura em Araucária (PR) | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

Programa escola nota 10 da MRV Engenharia realiza formatura em Araucária (PR)

16 dezembro 2014

Na cerimônia, as histórias de superação e dedicação dos formandos foram apresentadas.


571
Na última semana, a MRV Engenharia realizou a formatura de mais uma turma do projeto Escola Nota 10, em Araucária (PR). Ao todo 15 colaboradores que receberam o primeiro diploma de suas vidas, o que representa para eles mais que uma história de superação, o início de uma realização pessoal. “Chego a sonhar com a possibilidade de aprofundar meus estudos e até frequentar uma universidade”, contou a servente Marilene da Rocha Arruda (40).


O projeto da MRV, em Araucária, é desenvolvido em parceria com a prefeitura, que já encaminhou a pré-matrícula dos estudantes para o Colégio Estadual de Educação de Jovens e Adultos (CEEBJA), com o intuito de incentivar a continuidade dos estudos. “Cuidar dos filhos, da casa e trabalhar acaba ficando mais difícil frequentar a escola”, comenta a servente. Segundo ela, a oportunidade oferecida pela construtora serviu para que ela se esforçasse para melhorar sua vida. “Com a empresa me liberando no horário do trabalho para eu estudar, não podia, de maneira alguma, deixar a chance escapar”, ressaltou. “Percebi que o que precisava era de um empurrão, uma ajuda, e não vou parar mais de estudar, pois percebi que tudo é possível”, frisou.


O Rodolfo Bolzon Martilleni, engenheiro da MRV, ressaltou que o diferencial deste projeto é que os colaboradores frequentam a escola dentro do canteiro de obras e em horário de expediente. “Este projeto está sendo um sucesso. Apenas aqui no Paraná, foram implantadas cinco escolas com atendimento superior a 130 colaboradores”, destacou. Nacionalmente, a construtora conta com 95 escolas com as quais contabiliza mais de 1700 colaboradores atendidos.


A secretária municipal de Educação, Janete Schiontek, explicou que, segundo os últimos dados, cerca de 3,5% da população de Araucária é analfabeta ou analfabeta funcional. “Tivemos a grata satisfação desta manifestação da MRV, com a proposta da parceria”, disse. “Certamente este é um exemplo para as demais empresas, a necessidade de investir na educação dos funcionários”, ponderou. De acordo com ela, demais empresas que tenham interesse de oferecer melhores condições de desenvolvimento para seus colaboradores podem entrar em contato com a secretaria.


Felicidade
As histórias praticamente se repetem entre os formandos. Uma vida difícil, a necessidade de trabalhar desde muito cedo para ajudar no sustento da família, infelizmente, os afastaram dos bancos escolares. “Este programa é nota 10 mesmo”, destacou o pedreiro gaúcho José da Silva (58). Ele contou que, para estudar, quando pequeno, precisava caminhar cerca 12 quilômetros até a escola e que o trabalho acabou o afastando mais ainda do estudo.


O servente Valdevino Leandro Ferreira (42), estava muito feliz pela oportunidade apresentada pela MRV, tanto que fez questão de agradecer, em separado, a cada um dos representantes da empresa pela confiança depositada nele. “Tenho cinco irmãos e minha mãe também fez o papel de pai, então desde muito cedo a ajudava no sustento da família”, contou.


Adaiane Ferreira, a professora do município responsável pela turma, ressaltou que estranhou trocar a tradicional sala de aula em uma escola para uma montada em um canteiro de obras, mas que o entusiasmo e dedicação dos alunos logo a encantaram. “O que lhes faltava, como para tantos outros, era a oportunidade”, diz.


Além dos 15 alunos e seus familiares, a solenidade contou com a participação do vice-prefeito, Rui Souza, e de diversas integrantes da Secretaria Municipal de Educação.

Imagem galeria

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório