Quer organizar as finanças do casal? Veja essas 4 dicas

04 agosto 2017

Por mais que esse seja um mundo de obrigações novo para você, é de suma importância que suas finanças sejam controladas desde o início. Então, para te ajudar nessa missão, separamos 4 dicas para você manter as suas finanças (e as de seu cônjuge) em dia. Quer saber mais? Continue lendo e confira!







Manter um casamento é muito bom, mas não podemos esquecer que, com o compromisso, surge também um monte de responsabilidades — principalmente em relação ao dinheiro.

Para organizar as finanças do casal, é preciso muita disciplina e compreensão, além de saber entender que não será sempre que você poderá fazer o que fazia quando era solteiro. Os compromissos existem e eles não dão pausas. As contas devem estar em dia para não prejudicar o bem-estar da família.

1. Tenha um planejamento para organizar as finanças do casal

O planejamento é essencial para ter um controle financeiro eficaz. Você pode utilizar planilhas e até mesmos aplicativos que auxiliem na organização das suas finanças.

Separe quais são as suas despesas fixas, ou seja, aqueles gastos que você vai ter enquanto usufruir do serviço. Alguns exemplos: luz, água, gás, TV a cabo, internet.

Outro ponto que deve ser controlado são as despesas variáveis, como compras parceladas, os gastos no supermercado, remédios, entre outros.

Nesse planejamento, também é importante constar os valores que você vai guardar ou investir. Assim, você consegue ter uma visão mais ampla das suas finanças, podendo se organizar melhor para realizar novas aquisições.

2. Defina suas prioridades

No início do casamento, é importante saber definir quais são as prioridades do casal. Essas prioridades devem ser metas relevantes, como adquirir a casa própria, um carro novo, realizar novos investimentos ou até mesmo se preparar financeiramente para a chegada de um filho.

Estabelecendo isso, vocês terão mais foco para conquistar aquilo que tanto desejam e vão perceber que, com essa definição de prioridades, as metas se tornarão mais fáceis de ser atingidas.

3. Elimine os gastos desnecessários

Gastos desnecessários são todos aqueles que não interferem diretamente na manutenção da casa e de seu bem-estar, como jantares/almoços rotineiros em restaurantes, aquisições de roupas e calçados com uma determinada frequência, idas ao cinema, pizzas do final de semana, entre outros.

Analise todas as suas despesas e decidam (juntos) quais delas podem ser eliminadas (ou, pelo menos, diminuídas). Esse dinheiro gasto desnecessariamente pode servir para algo mais útil ou então fazer falta em algum momento emergencial na sua vida, como a compra de algum remédio importante, consultas médicas etc.

4. Aprenda a investir

Aprenda a aplicar o seu dinheiro em algo que vai te trazer estabilidade e segurança no futuro. Pode ser um investimento na bolsa de ações, tesouro direto e até mesmo em imóveis.

No caso dos imóveis, por exemplo, com o tempo eles têm se valorizado bastante. Com isso, eles acabam proporcionando a você uma boa estabilidade em momentos de dificuldade financeira.

Organizar as finanças do casal é essencial para ter uma vida mais confortável e longe de dívidas. Saber utilizar o dinheiro com inteligência é o primeiro passo para ter suas finanças em ordem.

Por isso, lembre-se sempre da importância que há em ordenar suas finanças, definir suas prioridades, eliminar os gastos supérfluos e aprender a investir. Seguindo todos esses passos, você certamente estará livre de qualquer problema financeiro.

Agora que você já aprendeu a organizar as finanças do casal, que tal continuar por dentro de outras dicas exclusivas? Acompanhe de perto todas as novidades nos nossos perfis no FacebookYouTubeGoogle+TwitterFlickr e Instagram!

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório