Saiba como fazer um planejamento financeiro para comprar um imóvel | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

Saiba como fazer um planejamento financeiro para comprar um imóvel

05 novembro 2016

1 comentários
Para quem não tem capital sobrando, comprar um imóvel não é tarefa que se faça do dia para a noite. Por exigir um alto valor de investimento, essa é uma decisão que deve ser tomada com muita reflexão, cautela e planejamento. Nesse planejamento, o futuro comprador não pode deixar de lado as suas próprias finanças, pois estes são os recursos que garantirão a conquista da sua nova casa.

Mas como se organizar para obter um capital relevante para entrar em um financiamento? Confira abaixo ações que envolvem um bom planejamento financeiro e comece agora a fazer o seu!

Adote uma planilha

Ferramenta básica em qualquer gestão de finanças, a planilha pode ser um recurso valioso no seu dia a dia. Com ela, você registra todas as entradas e saídas de dinheiro da casa – contas fixas e consumos variáveis – em cada mês, dominando melhor as informações sobre os seus reais gastos.

Você também pode optar por manter as anotações em um papel ou tabela do computador, desde que nunca adie essa prática da sua rotina. Acompanhando de perto cada ganho e despesa, você adota novas posturas para priorizar somente o que é essencial em um momento que exige economias.

Poupe para dar entrada em um financiamento

Os financiamentos são a modalidade preferida de quem quer comprar um imóvel sem esperar por muito tempo. Isso porque, logo que a negociação se consolida, os proprietários já podem fazer a mudança e desfrutar do lar tão desejado. Hoje, a maioria dos financiamentos exige dos compradores um valor mínimo de entrada (entre 20% e 30% do valor do imóvel) para que o processo de aquisição se inicie.

Por este motivo, é importante que você comece a reservar um capital para a entrada do bem desde já. Considere também que, quanto maior for o montante oferecido na entrada, menores serão os valores das prestações e, consequentemente, seus juros. Alguns financiamentos são mais vantajosos porque permitem o uso do FGTS no pagamento das prestações, então não se esqueça de verificar essa opção com os negociadores!

Reserve orçamento para custos extras

Além do valor da entrada do imóvel e das prestações posteriores, você também precisa considerar os custos extras que vão surgir na hora que o bem finalmente passar para seu nome. Entre eles, estão despesas com escritura e documentação e também serviços de mudança.

Além disso, todo mundo quer ver seu imóvel novo bem decorado, o que implica em mais custos com decoração e compra de móveis e eletrodomésticos. Nesse sentido, vale a pena categorizar suas economias para a reserva de um orçamento à parte.

Elimine o cartão de crédito do planejamento financeiro

O adorado cartão de crédito pode ser o principal inimigo das suas finanças. Nem tanto porque te incentiva a consumir mais, mas porque costuma gerar juros sobre parcelas e faz com que você tenha descontrole total do orçamento. Se você não conhece o real valor que possui em conta, fica difícil controlar os gastos para manter a economia!

O problema do cartão de crédito é que ele dá a falsa sensação de dinheiro no bolso. Pagando parcelas aos poucos, você acha que pode gastar ainda mais, a cada mês. Evite esse problema durante o planejamento financeiro. Se quiser poupar para o imóvel, procure pagar suas compras à vista e livre-se de juros indesejados.

Consulte um especialista no mercado

Ainda que as etapas de economia sejam bem executadas na sua rotina, você pode se deparar com a dúvida: compro uma casa, apartamento loteamento ou condomínio fechado? Se decidir sozinho entre essas opções de moradia não está sendo possível, o ideal é que você consulte um especialista para ajudá-lo.

Hoje, existem diferentes profissionais do mercado capazes de levantar dados importantes do setor imobiliário. Mais do que apontar soluções, consultores e corretores também poderão ajudá-lo a avaliar valores do imóvel, a qualidade de localização, bem como pontos positivos e negativos dos empreendimentos analisados.

Falando em serviços profissionais, você também pode contar com a ajuda de um coaching da área de finanças. Aliar essa opção às dicas de planejamento financeiro podem ser a chave para uma economia realmente satisfatória!

Gostou das dicas? Que tal ficar por dentro de todas as promoções e novidades do mercado imobiliário? Siga nosso perfil no Facebook.

Comentários

Wagner
Wagner disse: 27 dezembro 2016
Excelentes dicas!!!

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório