Saiba como usar o FGTS para comprar um imóvel | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

Saiba como usar o FGTS para comprar um imóvel

19 outubro 2017

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um direito do trabalhador e consiste em um depósito mensal de 8% do salário, feito pelo empregador em uma conta destinada exclusivamente a essa contribuição.

O objetivo do fundo é formar uma reserva financeira que pode ser utilizada em circunstâncias especiais. Por exemplo, se houver demissão sem justa causa, se o contribuinte for acometido de doenças graves ou se ele falecer.

Como veremos nesse post, também é possível usar o FGTS para comprar um imóvel. Continue a leitura e entenda!

A importância do FGTS para o mercado

Pensando em melhorar a economia do país por meio de uma injeção de dinheiro no mercado, o Governo Federal resolveu liberar os mais de R$40 bilhões que estavam retidos nas contas que não receberam depósitos até o dia 31 de dezembro de 2015, que são consideradas inativas. O dinheiro liberado poderá ser usado pelo titular da conta da maneira como ele quiser.

Contudo, é preciso lembrar que a finalidade do FGTS é dar alguma segurança para o trabalhador. Por isso, não convém desviar o dinheiro desse propósito — ou seja, é muito mais sensato aplicar o dinheiro em investimentos sólidos do que gastar com coisas supérfluas. 

Nesse sentido, a opção pelo imóvel é uma ótima ideia. 

Como o FGTS para comprar um imóvel

O mercado imobiliário oferece opções de investimento das mais sólidas. Portanto, mesmo que você não tenha todo o dinheiro para fazer o pagamento à vista, usar o dinheiro das contas inativas para dar uma boa entrada em um apartamento é uma opção bastante sensata.

O restante poderá ser parcelado junto à construtora ou financiado por uma das linhas de crédito existentes, como a do Programa Minha Casa Minha Vida ou a do Sistema Financeiro da Habitação (SFH).

Se você já tem alguma economia guardada, a situação se torna ainda mais favorável. Nesse caso, o dinheiro do FGTS pode ser usado para fazer a complementação do valor do imóvel, permitindo o pagamento à vista.

Vale ressaltar ainda que essa é uma excelente maneira de comprar imóveis. Afinal, quem compra pagando à vista tem grande poder de negociação, e é bem possível que consiga um bom desconto no negócio.

Liberação das contas inativas

Neste ano, foi o liberado o saque do FGTS inativo que havia sido depositado até dezembro de 2015. A liberação foi feita de acordo com o mês de aniversário dos titulares das contas.

O trabalhador que comprovar que não conseguiu sacar por motivo de alguma doença que o impedisse ou que comprove situação de cumprimento de pena ou prisão restritiva à sua liberdade, no período de 10 a 31 de julho de 2017, ainda pode realizar o saque.

Saque de contas ativas

Mas os recursos das contas ativas também podem ser utilizados para a compra da casa própria. Para tanto, o trabalhador deve cumprir os seguintes pré-requisitos:

  • não ser titular de outro financiamento imobiliário;
  • não ter imóvel próprio na cidade ou na região metropolitana de onde mora ou trabalha;
  • ser contribuinte do FGTS há pelo menos três anos, consecutivos ou não.

Além disso, o imóvel deve ser financiável pelo Programa Minha Casa Minha Vida ou pelo SFH.

Os imóveis financiáveis pelo SFH precisam custar no máximo R$950 mil, se estiverem em Minas Gerais, no Rio de Janeiro, em São Paulo ou no Distrito Federal, e no máximo R$800 mil nos demais estados da União.

Os recursos do FGTS podem ser utilizados para abater parcela ou fazer a quitação do financiamento. 

Outra opção é fazer o saque para quitar parcelas de consórcio imobiliário ou para dar lance nos leilões que são realizados nas assembleias de consorciados.

Agora que você já sabe como usar o FGTS para comprar um imóvel, que tal continuar recebendo outras dicas sobre o mercado imobiliário? Assine nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo! 

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório