Tudo o que você deve considerar para o financiamento imobiliário

14 março 2018

 

O financiamento imobiliário é, na maioria das vezes, o caminho mais curto para a aquisição de um imóvel próprio. Ao longo das últimas décadas, muitas famílias conquistaram a realização de um dos maiores sonhos de todos os brasileiros dessa maneira. 

Se você está cogitando a possibilidade de financiar um imóvel, saia na frente e procure conhecer os fatores mais importantes a serem considerados. Assim, você poderá tomar sua decisão com mais tranquilidade e segurança. Confira a lista que preparamos para ajudar a você nos preparativos para o financiamento imobiliário!

Formas de financiamento imobiliário

Comece conhecendo as alternativas de financiamento existentes. Até pouco tempo, os bancos públicos dominavam quase que totalmente o mercado. Com um leque de opções mais amplo hoje em dia, o ideal é que você dedique um tempo para pesquisar com calma.

Não deixe de conferir as condições do Minha Casa Minha Vida, programa habitacional do governo. Com opções para famílias com renda de até R$ 9 mil, o MCMV oferece taxas inferiores às praticadas pelo mercado, além dos subsídios, que são descontos dados pelo governo de acordo com o perfil do comprador. Verifique também se você cumpre os pré-requisitos exigidos para ingressar no programa.

Perspectivas para o futuro

Embora possa parecer assustador assumir um compromisso de longo prazo, é justamente a duração do financiamento imobiliário que proporciona uma de suas grandes vantagens. Quanto maior o prazo para o financiamento, menor serão as parcelas. Isso faz com que elas caibam no seu bolso. Além disso, de tempos em tempos você pode utilizar o seu FGTS para abater no valor de financiamento do imóvel, garantindo uma folga cada vez maior no decorrer dos anos.

Em comparação ao aluguel, quando se emprega dinheiro em um bem que jamais trará retorno, em um financiamento você está construindo seu patrimônio. Caso seja preciso vender o apartamento no futuro, é perfeitamente possível recuperar o valor investido.

Organização financeira

Organizar as contas é fundamental para quem deseja passar longe dos problemas. Aproveite esta fase de preparativos para colocar o orçamento em dia. Elimine ao máximo as dívidas e os parcelamentos, que causam um efeito corrosivo e podem comprometer a quitação das parcelas.

Que tal definir a quantia que pretende pagar nas prestações e poupar desde já esse valor? Assim, você se acostuma a lidar com uma renda líquida menor e poupa um dinheiro precioso para suprir as despesas que antecedem a aquisição de um imóvel.

Simuladores

Para ter certeza que o imóvel dos sonhos cabe no seu bolso, abuse dos simuladores. Pesquise as taxas e demais condições oferecidas pelas instituições financeiras e verifique se as parcelas comprometerão sua qualidade de vida. Se for o caso, vale a pena procurar um imóvel que se encaixe no orçamento. 

FGTS

Como citado anteriormente, em várias modalidades de financiamento imobiliário, dentre as quais o Minha Casa Minha Vida, é possível usar o FGTS. Os recursos podem ser empregados na entrada, reduzindo o total financiado, ou para amortizar/liquidar parcelas durante a vigência do contrato.

Caso você pretenda resgatar o FGTS para o financiamento, providencie os extratos originais das contas vinculadas, com o carimbo da CEF, além da carteira de trabalho e da cópia da última declaração de imposto de renda. 

Antes de encarar um financiamento imobiliário, é importante levar em consideração todos os itens abordados. Assim, você tem a certeza de evitar dores de cabeça no futuro e poderá viver momentos tranquilos e felizes em seu novo lar.

Então, gostou do artigo? Aproveite a oportunidade para se inscrever em nossa newsletter. Com isso, você receberá em primeira mão nossas novidades e conteúdos relevantes sobre o mercado imobiliário. 

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório