Uma nova aquarela  - Tons perolados e cores incomuns | Blog Corporativo MRV Engenharia -€“ Mercado Imobiliário e lançamentos de apartamentos e casas

Encontre seu imóvel

Uma nova aquarela - Tons perolados e cores incomuns

27 outubro 2008

Ouse nas cores e transfome sua casa. Tons perolados ou cores pouco comuns como vermelho tomate, ameixa e azul royal são as apostas para 2009
A cor tem um poder transformador dentro de um ambiente.



No estar intimo, o tom prata emoldura o ambiente decorado nas cores branca e prata.


A exemplo do que acontece na moda e na indústria automobilística, novas tendências aparecem de tempos em tempos. Neste segundo semestre, as cores que devem prevalecer em 2009 começam a chegar ao mercado. Perolados, dourados e pratas estão em destaque. Os tons suaves e étnicos permanecem por mais uma temporada. Quem for mais ousado pode usar cores quentes como tangerina, fuscia e os vermelhos tomate e chinês.

De acordo com a presidente do Comitê Brasileiro de Cores, a arquiteta Elisabeth Wey, a cor, tal e qual acontece com outros elementos da arquitetura, envelhece, sai de moda, cedendo lugar a uma novidade. Ela explica que após um boom do mercado, é natural que a novidade, agora velha, saia de cena. Foi o que aconteceu com o branco na cozinha. ?Todo mundo poderia ter uma cozinha branca adquirida em uma loja popular, por isso ela deixou ser tendência?, explica. Do mesmo modo, ter uma única parede colorida em casa fez parte dos mais arrojados projetos de arquitetura, mas também caiu em desuso.
Hoje, em vez de uma única parede, o arquiteto pode fazer um jogo no ambiente, com duas cores equilibradas na mesma medida. Também é possível colorir com tintas laváveis, papéis de parede e adesivo. A arquitetura das cores ficou mais democrática e a casa também.

* As cores indicadas dessa reportagem integram o catálogo do Centro de Estudos de Cor da América Latina (CECAL) e foram apresentadas pela Suvinil e pela arquiteta Elisabeth Wey na VI Semana de Design de Interiores da Escola de Design de Interiores Elida Barros

Fonte: Lugar Certo - por Edma Cristina de Góis - Especial para o Correio

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório